Tirado a Ferros Tinto 2017

Região: Sem DO/IG
Produtora: Pimentel Pereira Vinhos
Castas: Vinhas Velhas (Touriga Nacional, Baga, Tinta Pinheira e Outras)
Teor Alcoólico: 13,5%
Acidez Total: 5,71 g/l
Enologia: Pedro Pimentel

Mais do que ideia de “terroir”, Pedro Pimentel apostou num conceito de detalhe: detalhe na escolha da matéria-prima, método de vinificação, escolha das barricas, tempo de estágio, “packaging” e imagem. E, não obstante a inspiração remontar a um passado distante, ao qual se alia o conhecimento técnico dos múltiplos apontamentos deixados por José Custódio Barreiro ( o bisavô “Zé Beirão”), o produtor não cedeu à tentação de criar um vinho absolutamente rústico e, antes pelo contrário, preferiu contemplar-nos com um vinho moderno, tecnicamente imaculado e consensual para todos os que apreciam vinhos complexos, estruturados e, de algum modo, exóticos. A receita assenta a sua infalibilidade em dois ou três factores incontornáveis: o acompanhamento quase diário da vinha, o que conduz a uma sanidade da uva na altura da vindima irrepreensível, um terroir que permite maturações consistentes e, por fim, o estágio em barricas de altíssima qualidade e que aportam estrutura, elegância e finesse ao vinho.

Rubi escuro e brilhante, é no nariz que começa a brilhar com notas de cereja bem madura, alcaçuz, alfarroba, com a barrica a surgir sem nos distrair totalmente. Na boca revela boa acidez, estrutura e uma sedosidade que o tornam tão apetecível ao comum mortal que tem o prazer de o provar. Há marcadamente um estilo do produtor que se mantém nesta colheita, sendo um vinho ainda mais afinado e consistente, máxima que vale para o enólogo que tem nestes vinhos a “menina dos seus olhos”. É um valor muito seguro de compra para consumo imediato ou guarda, já que lhe antevejo um belíssimo futuro. Desta safra foram engarrafados 1500 exemplares, a que acrescem 110 em versão Magnum.

Ainda não temos mais artigos recentes