Maior Concurso Mundial de Espumantes premeia Bairrada

Foi na terra do champagne que decorreu o concurso “Effeverscents du Monde”, certame que recebeu 594 amostras de 22 países, que a Bairrada se destacou ao obter três medalhas de prata naquele que é considerado o maior concurso mundial de champagnes e espumantes. Os premiados portugueses foram apenas cinco, o que acrescenta mais valor ao feito que a pequena região da Bairrada alcançou.


Os vinhos em destaque foram o Marquês de Marialva Cuvée Extra Brut 2012, espumante criado a partir das castas Arinto e Baga, com um mínimo de 36 meses de estágio e mais 6 meses após o degórgement, o, também da Adega de Cantanhede, Marquês de Marialva Blancs de Noirs Bruto 2015, este de Baga estreme, com um mínimo de 12 meses de estágio, sendo um dos mais apetecíveis espumantes do projecto Baga Bairrada. A terceira medalha de prata coube ao Quinta do Poço do Lobo Arinto & Chardonnay 2015, das Caves São João, espumante que conta com um mínimo de 9 meses de estágio sobre as borras finas e é um dos produtos de maior sucesso destas Caves de São João da Azenha.

…a Bairrada se destacou ao obter três medalhas de prata naquele que é considerado o maior concurso mundial de champagnes e espumantes

A atenção recaiu naturalmente sobre os espumantes de Portugal, país onde os espumantes representam apenas 2% das exportações vinho.

A 16ª edição do concurso teve uma forte participação de países como Portugal, Argentina, África do Sul, Chile, Espanha, Itália, Brasil, Hungria, Moldávia e Suiça, destacando-e ainda as estreias do Canadá, Perú e Rússia nesta competição organizada pela Association Forum Enologie.