“Refresh” levou centenas às Piscinas do Mondego

Refresh - Piscinas do Mondego

A tarde estava convidativa e as temperaturas quentes trouxeram centenas de visitantes à 8.ª edição do REFRESH, em Coimbra.

Após um ano de interregno em que o evento rumou a Aveiro, Coimbra vestiu-se de cores de Verão para voltar a receber os espumantes da Bairrada que estão na crista da onda.

Foram 16 os produtores que marcaram presença e provaram-se cerca de 70 referências de espumantes DOC BAIRRADA e IG BEIRA ATLÂNTICO.

Em dia de final da Taça de Portugal, nada demoveu Coimbra a descer até à beira do Mondego para constatar que o espumante produzido na região encontra-se num elevado patamar de qualidade e conquista cada vez mais aficionados e Enófilos ávidos de conhecimento da bebida que foi criada na Bairrada há mais de 130 anos.

Numa parceria entre a Comissão Vitivinícola da Bairrada e as Piscinas do Mondego, o REFRESH é já um evento incontornável e, na voz dos produtores, a dar continuidade.

A LEI DO VINHO marcou presença e destaca algumas das novidades e também outras grandes confirmações:

– PRIOR LUCAS FALALA – em 2013, Rui Lucas cumpriu duas missões importantes: plantou uma vinha e viu nascer a sua filha Mafalda, a “Falala”. Destes actos inspiradores nasce também um espumante “sui generis”, criado a partir de uva Sirah, que o produtor pretende que seja um espumante de iniciação para novos consumidores.

– ATAÍDE SEMEDO CUVÉE RESERVA 2015 – Ataíde é já uma lenda dos vinhos da Bairrada, criando espumantes que marcam pelo rigor e classicismo. Este Cuvée honra os espumantes de estágio longo, mostrando ainda assim um aroma limpo, com notas de evolução, ligeira oxidação, frutos secos, panificação. Na boca mostra juventude e opulência.

– APLAUSO BAGA BAIRRADA – este espumante mostra como o tempo de estágio é fundamental para a afirmação dos [email protected] Os 18 meses de estágio conferem-lhe a complexidade aromática que o tornam  prazeroso, sem perder o vigor da acidez e a frescura. É um espumante a seguir com muita atenção.

–  GRANDE APLAUSO 2015 – os aplausos vão todos para a coragem do produtor que conseguiu guardar em cave este enorme espumante durante 30 meses. Todos sabemos o quanto importa de custos dar longos períodos de repouso aos espumantes, no entanto, o resultado é notório, singular e cativante. É um grande e eclético espumante.

– CASA DO CANTO ROSÉ 2016 – Já não é novidade que  Casa do Canto cria alguns dos mais surpreendentes rosés da Bairrada e, este, não é excepção, demonstrando e desmistificando a tese de que os rosados têm que ser simples, frutados e directos.

– MESSIAS BAGA CHARDONNAY 2014 – todos nos recordamos o impacto que esta referência causou aquando do seu primeiro lançamento. Sempre se procurou manter a regularidade e a elevada qualidade, mas este 2014 surpreendeu-me muito positivamente, elegendo-o como um dos melhores Baga Chardonnay de sempre.

KOMPASSUS GRANDE RESERVA 2014 – mais um surpreendente espumante, cheio de frescura, crocância e elegância, na senda dos grandes espumantes idealizados por João Póvoa.

MONTANHA REAL GRANDE RESERVA – para o final ficou aquele que será, actualmente, um dos nomes maiores dos espumantes com o selo Bairrada. Foi recentemente galardoado com a Grande Medalha de Ouro do Concours Mondial de Bruxelles e não é de estranhar. Às cegas bater-se-ia galhardamente com champagnes ilustres e, provavelmente, sairia vencedor. Tem,actualmente, mais de 8 anos de estágio e, sendo a Montanha o maior produtor de espumante da região, pode dar-se ao luxo de guardar umas milhares de garrafas sem lhe fazer o degorgement, para nos encantar no dia de hoje.