Tintos de Ouro no Museu

O Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, foi palco no passado dia 15 de Outubro de uma Masterclass coordenada pela Comissão Vitivinícola da Bairrada, com a presença e apoio da Confraria dos Enófilos da Bairrada, representada pela sua Presidente Célia Alves.

O anfitrião e director do Museu, Pedro Dias, fez as honras iniciais com a apresentação da prova, que tinha por eleitos os vinhos tintos recentemente premiados com medalha de ouro, no Concurso de Vinhos da Bairrada, promovida pela CVR.

A condução da MasterClass coube a Bruno Seabra, enólogo das Caves da Montanha, uma das empresas familiares líder de mercado.

A prova teve a singularidade de mostrar vários perfis de vinhos tintos criados na Bairrada, embora todos com uma enorme consistência e perfil agradável ao consumidor.

A abertura coube ao Quinta Vale do Cruz 2017, vinho criado a partir das castas Merlot e Touriga Nacional, da empresa homónima de Barrô, em Águeda. No segundo vinho, Bruno Seabra estava em casa e apresentou aos presentes o A.Henriques 2016, tinto de um lote de Baga, Touriga Nacional e Merlot, de aromas resinosos, pinheiro e com uma boca muito sedosa e taninos polidos. O Quinta dos Abibes Reserva 2015 quase dispensa apresentações.  É um vinho sucesso de vendas, feito a partir das castas tintas preferidas do produtor, a Touriga Nacional e a Cabernet Sauvignon. As Caves São Domingos marcaram presença com o seu Reserva 2015, um vinho muito equilibrado, fresco e com taninos bem vivos, num lote de Baga, Touriga Nacional e Merlot. Das Caves São João veio o Quinta do Poço do Lobo 2015, um balsâmico vinho onde pontificam a Baga, a Touriga Nacional e uma pitada de Cabernet Sauvignon, casta tão apreciada nesta casa e que já leva cerca de 40 anos de plantio nas propriedades da Pocariça. Também do concelho de Cantanhede veio o Marquês de Marialva Reserva 2014, o único Baga estreme em prova, num perfil mais consensual, onde a madeira lhe domou os taninos, tornando-o um vinho pronto a beber, sendo mais um belo exemplo do trabalho cuidado realizado pela Adega de Cantanhede. O final ficou reservado para o Nelson Neves 2013, revelador de uma Bairrada diferente, numa abordagem à casta Merlot nos solos da região.

À semelhança das anteriores Masterclass realizadas no Museu do Vinho, esta também teve casa cheia e lista de espera, o que revela o cada vez maior interesse do público pelos certames pedagógicos ali organizados. O mês de Novembro trará mais novidades e provas naquele espaço.